Prefeitura Municipal de Salvador

A mudança de tráfego no Viaduto do Canela, que passou a ser mão única no sentido Canela de segunda a sexta-feira, das 6h às 8h, tem demonstrado bons resultados, segundo a Superintendência de Transito de Salvador (Transalvador). Em fase experimental desde abril deste ano, a interdição no local ocorre apenas no período de aulas da Universidade Federal da Bahia (Ufba), em virtude do grande fluxo de veículos de alunos e professores que circulam na região nesse período.

 
Um estudo apresentado pelo órgão em abril mostrou que, entre 7h e 10h, mais de 2,6 mil veículos buscavam o Viaduto do Canela, vindos de diferentes locais, sendo mais de 1 mil deles provenientes do Vale do Canela. Já entre 16h30 e 19h, 1.470 veículos buscavam acessar a via, sendo quase a totalidade, 1.120 carros, provenientes do Vale do Canela com destino à Graça.
 
De acordo com a análise do gestor do órgão, Fabrízzio Muller, o trânsito passou a fluir com mais tranquilidade no horário de maior movimento pela manhã, durante a semana. Com isso, a alteração deverá continuar por tempo indeterminado. “Após esses meses, pudemos perceber a ausência dos congestionamentos que já eram característicos nos horários de pico, que chegavam a atingir as avenidas Centenário e Garibaldi”, afirmou o superintendente.
 
No período da manhã, quando o trânsito é modificado, as pessoas que desejam ir para o bairro da Graça, provenientes da Avenida Reitor Miguel Calmon (Vale do Canela) ou do Canela, têm duas opções. Uma delas é acessar o Viaduto da Gabriela, cerca de 300 metros à frente. Outra alternativa é retornar sob o Viaduto Menininha do Gantois (acesso ao Campo Grande).