Prefeitura Municipal de Salvador
0
0
0
s2sdefault

Responsável por atender e orientar a população sobre os procedimentos do órgão de trânsito, a Ouvidoria da Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador) chegou a registrar, em 2018, uma média de 100 demandas por dia. Os cidadãos podem contar com o setor para fazer alguma reclamação, sugestão, elogio, denúncia ou solicitações.

 

Há diversas formas de entrar em contato com o setor. O cidadão pode ir à sede do órgão de trânsito, que fica no Vale dos Barris. O atendimento também pode ser feito pelo o telefone (71) 3202.9085 ou pelo Fala Salvador, no número 156. Há a opção de entrar em contato pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou pelo portal falasalvador.ba.gov.br. 

 

As demandas recebidas são encaminhadas às unidades diretamente envolvidas, para conhecimento e eventuais providências. Após isso, a Ouvidoria envia a resposta ao cidadão. Para as solicitações de serviços da Transalvador, como, por exemplo, conserto de semáforos, pinturas de faixas de pedestres e modificação no trânsito, é preciso que o cidadão já tenha um protocolo de solicitação feito no setor de Protocolo da autarquia. “Nestes casos específicos, a Ouvidoria tenta checar com os devidos setores o andamento dessa solicitação e esclarecer o cidadão quanto ao pedido já protocolado”, explica Itanara Serapião, ouvidora da Transalvador.  

 

Cabe destacar também que não é função da Ouvidoria receber defesas de notificações de trânsito. Nestes casos, o cidadão também deve dar entrada no setor de Protocolo.

 

Redução de reclamações e denúncias – O esforço da Transalvador em aprimorar seus serviços refletiu na queda da quantidade de reclamações feitas à Ouvidoria do órgão. Houve uma redução de 18% em relação a 2017. O setor também registrou uma diminuição de 44% em relação às denúncias.

 

“Esses números são reflexo das melhorias implantadas no atendimento ao público, de avanços na área operacional de trânsito, com a conscientização do papel do agente. Tudo isso com o objetivo de buscar a excelência no serviço ao cidadão”, afirma Fabrizzio Müller, superintendente da Transalvador.

 

Serviços Emergenciais - Das 35.735 demandas do ano passado, a grande maioria foi de solicitação de serviços emergenciais, como informar estacionamentos irregulares, congestionamentos, semáforos danificados ou algum obstáculo na via. No entanto, para esse tipo de atendimento, a Transalvador conta com dois canais diretos: o Fala Salvador, número 156, ou o aplicativo Noa Cidadão. Por esses meios, o cidadão pode solicitar serviços que necessitam de uma ação imediata.

0
0
0
s2sdefault