Prefeitura Municipal de Salvador
0
0
0
s2sdefault

A Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador) encara como positivo o resultado da Operação Carnaval 2019, iniciada na última quarta-feira (27) e concluída na manhã desta quarta-feira de cinzas (06). Ao final da operação, é possível observar a redução nos números em diversos indicadores das ações realizadas pela autarquia.

Durante o Carnaval deste ano, 472 veículos foram removidos pela autarquia, contra 743 em 2018, uma redução de 36% de um ano para outro, e o número de autuações registradas este ano foi de 7.845. De acordo com o superintendente do órgão, Fabrizzio Muller, esta redução demonstra uma preocupação maior dos condutores para evitar irregularidades mesmo numa festa como o Carnaval. “O Carnaval é a maior festa de rua do mundo, com milhares de pessoas querendo aproveitar os dias de folia. Ainda assim, foi possível ver uma redução no número de autuações e remoções nos circuitos. Acreditamos que os condutores estão mais conscientes e preocupados em evitar situações que possam não apenas para si mesmos, com uma multa ou remoção, mas também para a festa como um todo”, concluiu Muller.

O número de acidentes caiu 11% em 2019, finalizando o Carnaval em 144, contra 162 em 2018. Entre a quarta-feira (27) e terça-feira (05), foram registrados cinco acidentes fatais. “Porém, destes acidentes apenas um teve ligação mais direta com a festa. Os demais aconteceram em horários e locais que não se relacionam com o Carnaval”, contou Muller. “De qualquer forma, não deixa de ser um estímulo para que trabalhemos ainda mais na operação do próximo ano para quem sabe, zerar novamente este número, assim como fizemos em 2018”, lamentou o superintendente.  

Faixa exclusiva – A faixa exclusiva para ônibus e taxis instalada na avenida Centenário, entre o viaduto dos Reis Católicos e o retorno próximo ao Calabar. Entre quinta-feira (28) e o início da manhã desta quarta-feira de cinzas (06), 21.290 veículos transitaram pela faixa. Destes, 6.692 foram autuados por transitar irregularmente no local. O objetivo era estimular o uso do transporte público, melhorando a mobilidade nos circuitos do Carnaval. Os motoristas eram orientados por banners e painéis eletrônicos, além de monitores e agentes de trânsito.

Lei Seca – As blitze de Lei Seca foram intensificadas no período de Carnaval. Uma média de 380 condutores foram abordados diariamente na operação. Entre quarta-feira (27) e terça-feira (05), 2.666 condutores foram abordados pelas equipes, um número 4% maior que o abordado em 2018, quando 2.543 condutores passaram pela blitz. Foram autuados 553 condutores, sendo 290 devido ao consumo de bebida alcoólica – em 2018, 346 condutores foram autuados pelo mesmo motivo.

Condutores profissionais também participaram das abordagens de Lei Seca. A equipe de Educação para o Trânsito abordou 1.540 taxistas, 959 motoristas de ônibus, 159 mototaxistas e 1.551 motoristas a serviço da Prefeitura Municipal.

 

Balanço Comparativo 2019 – 2018

Notificações

2019 – 7.845

2018 – 7.879

Veículos removidos

2019 – 472

2018 – 743

Faixa Exclusiva

2019 – 6.692

2018 – 1.404

 

Acidentes

Acidentes com vítimas

2019 – 60

2018 – 56

Feridos

2019 – 81

2018 - 65

Mortes

2019 – 05

2018 - 00

Lei Seca de rotina

Abordagens

2019 – 2.666

2018 – 2.546

Autuações

2019 – 290

2018 - 346

Levados à delegacia por alto teor alcoólico configurando crime de trânsito

2019 – 2

2018 – 1

CNH recolhidas

2019 – 245

2018 - 324

 

Lei Seca condutores profissionais

Abordagens

2019 – 4.209

2018 – 3.970

Autuações

2019 – 0

2018 - 0 

Abordagens a:

Táxis

2019 – 1.540

2018 – 1.410

Ônibus

2019 – 959

2018 - 964

Motoristas PMS

2019 – 1.551

2018 – 1.503

Mototáxis

2019 – 159

2018 - 93

0
0
0
s2sdefault